Um dos símbolos da iconografia do Espírito Santo é a Coroa do Divino Espírito Santo.

Pertença do Império, as coroas são na sua maioria de prata batida, lavrada, contendo variados signos paracláticos (água, ar, p. ex.), havendo também as de casquinha. Possuem vários tamanhos.

As coras apresentam-se com quatro imperiais (hastes ou braços), cinco e atualmente com seis hastes, com o aro em relevo. No cimo, uma pomba de asas abertas pousada sobre uma esfera simbolizando o globo terrestre, isto nas mais recentes. Nas mais antigas, a pomba é substituída pela cruz latina.

No mesmo material, conclui a salva (prato liso com cercadura em relevo e pé alargado, chamado de pé da salva que serve para apoiar a coroa no altar ou na mesa) e o ceptro (pequena vara com cerca de 35 a 40 centímetros) com a pomba colocada na extremidade mais delgada.

Todo o conjunto é enfeitado com flores em tecido de cambraia. No ceptro amarra-se um laço comprido de fita branca. Na base da coroa, o aro, é colocado um pano vermelho com a finalidade de segurar a coroa na cabeça
 
Para mais informações acerca das Coroas do Espiríto Santo, contacte-nos!